Como Funcionam as Células Nervosas (Parte I)

16-02-2011 13:24

Como Funcionam as Células Nervosas

Silvia Helena Cardoso, PhD e Renato M. E. Sabbatini, PhD

Ilustração e Animação gráfica: André Malavazzi


 
Clique aqui para ver um vôo pelo neurônio 
Nota: Para ver este videoclip você precisará do RealAudio 5.0 ou plug-ins G2  instalados no seu browser. Por favor 
clique aqui se desejar nstalar o plug-in.

O entendimento de como funciona o neurônio (a célula funcional básica do sistema nervoso) é fundamental para todos os processos tais como sensação, percepção, memória, emoção, cognição, etc.

Neste artigo, o segundo de uma série sobre os fundamentos do neurônio, você aprenderá como alguns íons inorgânicos, a membrana celular e processos básicos, tais como a difusão e o transporte iônico, geram uma de suas mais básicas e importantes características, o potencial de repouso da membrana.

O potencial de repouso da membrana é uma carga elétrica de aproximadamente -65 a -70 milivolts que existe entre o lado interno e o lado externo da membrana. Esta pequena carga é a base de todos os fenômenos da bioeletricidade, isto é, a geração e uso de energia elétrica por células excitáveis, tais como o neurônio, para executar suas funções de armazenamento e transmissão de informação.

No último artigo desta série, na próxima edição, explicaremos como os neurônios transmitem informações ativamente por meio do potencial de ação. O potencial de ação é uma despolarização súbita e reversível (inversão do valor do potencial de membrana) o qual se propaga através dos dendritos e do axônio de um neurônio.

1. Íons, Água e Membranas 
2. 
Movimento dos Íons: Difusão e Membranas 
3. 
Movimento dos Íons: Carga elétrica 

4. Recursos na Internet