Lipídeos e Gordura

04-01-2011 14:20

LIPÍDEOS E GORDURAS

 

          As gorduras fazem parte de um grupo amplo de nutrientes chamado lipídeos que têm em comum a propriedade de serem insolúveis em água. Como os lipídeos estão presentes em alimentos geralmente mais calóricos, eles devem aparecer em menor quantidade na alimentação, especialmente na dos que buscam o emagrecimento. O consumo excessivo desses nutrientes é um dos fatores que contribuem para o desenvolvimento de várias doenças crônicas, inclusive a obesidade. No entanto, é bom ressaltar que, se os lipídeos forem consumidos na quantidade certa, não trazem prejuízos e ainda auxiliam no bom funcionamento do organismo, desempenhando funções como:

Fornecer energia;

Ser precursores de hormônios;

Auxiliar na absorção e no transporte das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K); e

Melhorar a textura e sabor dos alimentos.

          Em relação à quantidade calórica, 1 grama de lipídeo possui 9 Kcal, ou seja, mais que o dobro do que a mesma quantidade de proteína ou carboidrato (4 Kcal). Dessa forma, ao contrário do que muitos pensam, não são os alimentos fonte de carboidratos (arroz, batata, mandioca, farinha, pão, macarrão) que devem aparecer em menor quantidade na alimentação e sim, os fonte de lipídeos (frituras, maionese, manteiga, margarina).

          Um outro fator importante em relação aos lipídeos, é que eles são facilmente armazenados e dificilmente consumidos. Isso significa que, quando ingeridos, os lipídeos são absorvidos e, se não houver gasto energético, são armazenados no tecido adiposo contribuindo para a formação dos famosos "pneuzinhos" nas regiões da cintura e do quadril. Para complicar a situação, durante a atividade física, os lipídeos são os últimos a serem utilizados como fonte energética. Além disso, a capacidade do organismo de armazenar esses nutrientes é aparentemente ilimitada. Principais alimentos fonte ou ricos em gorduras: óleos, manteigas, margarinas, azeites, castanhas, nozes, bolos, tortas, doces, maioneses, molhos e cremes.

         Por muito tempo, acreditava-se que o vilão das dietas seriam os carboidratos. Mas, agora já se sabe que o maior fornecedor de energia são os lipídeos ou gorduras. Assim, ele deve compor, no máximo, 30% do valor calórico total da dieta. Entretanto, alguns pequenos cuidados podem ser tomados. Quando for ao supermercado, dê preferências às gorduras de origem vegetal. Prefira as margarina ao invés de manteigas. Compre óleos de canola, milho ou girassol. Com esse simples cuidado, ocorre um aumento da ingestão de gorduras insaturadas e polinsaturadas, relacionadas com o aumento do bom colesterol.

 

 

 

 

Fonte: http://nutridoc.inforportal.net/gorduras